quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

COMEMORAÇÃO MÁXIMA



Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem - Mariângela

Há várias razões para se soltar e ser mais amplo na imensidão de si mesmo...
Repare numa festa, onde todos se soltam nas comemorações e são tão elas mesmas, com apenas o compromisso de serem felizes...
Assim  deveríamos nos desprender de tanta coisa durante o cotidiano que na maioria das vezes é pesado porque assim o fazemos...
Desprendermos dos medos, das ansiedades, do temor de falarmos o que sentimos, de não olharmos nos olhos de quem temos amor, carinho, tanta coisa poderíamos deixar de anseios e realizarmos...
Mas temos que insistir na amplitude de nossos temores, já se perguntou o porquê disso tudo?
Quem sabe por instalarmos tantas dúvidas deixamos de ser nuvens para sermos tempestades?
Ou até a escanteio largamos o nosso sol para sermos tempo nublado...
Que sejamos pipas no céu aberto e possamos ser felicidade, espontaneidade, pois  nada melhor que termos em nós a doçura da sinceridade nossa particularidade!
Ser singular,  desfrutar de si mesmo do jeito que é, como se cada dia fosse uma linda festa onde se pode dançar, cantar e se divertir muito...
É assim que deve ser viver: sendo o que se é na comemoração máxima do existir!

Feliz quarta-feira, leitores!

Mariângela


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

TIRANDO ONDA



Por-  Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem- Mariângela


Final de ano, tantos planos... talvez como os do ano passado, com alguns recheios diferentes...
As pessoas vão tirando onda da vida, levando a vida como algo sem muito valor...
Os balanços de vida  são também quase idênticos ... e no fundo, no fundo, todos já sabem que não se compromissarão em seus planos, em seus "quadros imaginários" de uma vida melhor...
Isso acontece porque quase ninguém leva a sério sua estadia aqui no teste da vida: vão simplesmente caminhando, ano a ano, engolindo em seco para no final de cada ano mentir para si novamente...
Vão tirando onda... da vida, de sua Luz que existe em você : e a escuridão interior aumentando...
Vão tirando onda... do tempo, do compromisso em estar sintonizado com o Plano Superior..
Vão tirando onda...  do ser importante que é e nunca se reconhece assim.
Vão tirando onda...  de seus sentimentos, tão importantes e deixados pra trás...
Vão tirando onda... de sua essência, de sua alma desabitada por vocês mesmos...
Vão tirando onda... de sua alegria, jogando-a fora por meros descompromissos...
Vão tirando onda... de seu querer, de seu amor, de sua ternura!
Faça essa onda voltar ... Faça sua vida valer a pena: esqueça o final de ano, faça-o um neném ainda em seu útero, esperando o parto acontecer:
Assim, gerará diferentemente sua própria existência e nada, nenhuma agenda nova, importará mais: pois você será um novo ser, uma pessoa inovadora que fará acontecer o que realmente desejar do fundo do peito: pois quando se deseja de verdade há Anjos que dizem : - Amém!
Por isso, cuide de seu viver e faça acontecer: tal qual deseja, merece e busca do fundo de seu bem querer"

Feliz noite de segunda-feira, leitores!

Mariângela

domingo, 10 de dezembro de 2017

TRANSPARENTE DE SE VER


Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.cm.br
Imagem- Tiago Cunha


Quando se é verdadeiro torna-se fácil clarear-se: os olhos falam, os lábios palpitam e o coração se acalma, quase parando - eternizando-se de desabrochar-se!
Quando se é verdadeiro não adianta mentir : pois toda sua energia mostra bem o que se diz no interior,
Quando se "transparecia" de bem querer, há em cada entorno de si mesmo o perfume que deleita almas...
Quando se  torna transparente, as maldades nunca conseguem se esconder no ser tão humano e cheio de viver...
Quando se deixa na tênue renda da consciência as reticências falam tanto quanto o coração que se liberta dos medos para voar , deixando-se ser o que se é...
Quando se é transparência a noite, mesmo escura, é vista como um fino lenço preto cobrindo o tempo: tudo se vê, nada se esconde!
Quando  no mar de um interior consegue-se ver tudo o que há no fundo do mar do oceano interior, surge um amor verdadeiro que nada confiante junto aos peixes que se cumprimentam em energias sutis...
Há ainda pessoas transparentes que nasceram para melhorar o mundo, encantar pessoas, namorar o viver e casar-se com o tempo...

Feliz noite de domingo, leitores!

Mariângela

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

ANCORAR NO CÉU



Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem- Mariângela

Observar as telas vivas da natureza...
Sentir toda sua exatidão, buscar então a paz!
A natureza nos dá respostas - mas alguns homens nem param para escutá-la:
Vivem sem compreendê-la, sem amá-la e se deixam desperceber do que está ligado em si...
Quando se olha toda imensidão do mar nota-se um elo entre ele e o mar: e assim se pode ancorar:
Ancorar no céu um grande amor
Ancorar no céu as verdades do bem
Ancorar no céu a salvação do simples, do que excede e mede ao mesmo tempo a contradição
Ancorar a precisão da distinção...
Ancorar a razão da existência.
Ancorar os sentimentos...
Pois entre o céu e o mar tudo vira um só: e a grande solução é essa: sentir que tudo é igual, sem distinção !
Ancorar no céu os planos de cada um
Ancorar no céu as soluções singulares... particularidades de tantos sonhos que nem se faz ideia de tanta vastidão!
É vasto o céu, o mar...
É amplo o amar de cada um :onde se consegue juntar o céu e o mar e ser um só no sentimento do amar...
As ondas do mar, o horizonte sem fim - alargam meu ser para existir e aproveitar, só aproveitar...
A existência de todo acordar!

Bom dia, leitores, feliz sexta-feira!


Mariângela

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

TIRANDO O CHAPÉU


Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem- Mariângela


Tiro o chapéu pra quem é humano e olha os outros
Que sente a pele do outro em todos os outros...
Que se distingue por observar, muitas vezes calado, a dor alheia.
Mas sempre encaminhar justiça em meios de atos que ninguém aplaude...

Tiro o chapéu para aqueles que sentem a dor na dor alheia,
Que se se unem, nem que sejam em preces distantes
Quando as mãos não se encontram tão perto...

Tiro o chapéu para a eternidade do bem querer:
Que se ajusta na mente e no coração de todos 
Como um chapéu na cabeça de quem o escolheu...

Tiro o chapéu para todos aqueles que não se incomodam nenhum pouco
Em serem diferentes, demasiadamente loucos:
Mas completamente seguros de seus pensamentos e atos,
Que sabem ser mais que senhores de si:
Mas senhores de quem conquistou com o coração!

Eu tiro o chapéu para o amor que se manifesta em tanta coisa...
Num olhar, num compreender singelo, na ternura da fala silenciosa...
Assim são os mais barulhentos transformadores: SILENCIOSOS!

Tiro o chapéu para a paz que briga por justiça,
Para o amor que se instala de repente no momento mais impróprio...
Para todos aqueles que se compromissam em serem distintos pelo simples prazer !

O prazer de ser alguém que cultiva valores, cultiva a si mesmo sem soberba:
Somente pensando na semeadura do bem, nada mais...
Afinal ...



https://www.youtube.com/watch?v=rTvWV3JnFsQ



segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

CHUVA DE DESPERTAR




Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem- Mariângela

Quando a chuva chega, todas as bênção de vida descem do céu...
E acontece assim a paixão da terra pela umidade que um fará nascer, desabrochar, acontecer!
Sejamos chuva, saibamos derramar na terra o amor, a essência do perfume de cheiro de chuva quando bate na terra seca...
O que está seco são os corações humanos que precisam de chuva de paz, amor, respeito...
Que todos chovam para um novo despértar!

Boa note, leitores!

Mariângela

domingo, 3 de dezembro de 2017

ENFEITANDO VIDAS



Por- Mariângela de Lourdes Coutinho Souza Silva
dmariangela09@yahoo.com.br
Imagem- Mariângela




Se me contar sobre seus sentimentos com certeza entenderei a todos eles...
Se me olhar e fizer com que creia nas palavras de seu olhar assim corresponderei - tal qual me envia a mensagem...
Se me acompanhar por onde meus passos estejam certos do caminhar, poderemos juntos compassarmos nossos passos até o lugar que a caminhada for possível...
Se cantar comigo as melodias que acontecem na alma , juntos poderemos ser a dupla do amor verdadeiro.
Se conseguir descobrir em mim algo tão simples e que me represente demais, com certeza meus abraços serão conectados ao seus...
Se sentir meus pensamentos mesmo estando distante de mim, assim poderemos conectar um ao outro através de sentimentos sutis.
Se descobrir em mim os segredos que guardo a sete chave, poderemos acreditar que todos são presentes na vida de alguém...
Se o perfume da pele for a marca registrada para sentir de longe a presença, estaremos unidos para sempre...
Mas para sempre não existe, posto que o mundo é redondo e as almas também: estão sempre se renovando, a cada habitat de cada nascer - mas mesmo assim nos encontraremos  a todo acontecimento do existir...
Porque mesmo com tantas voltas na vida, o amor sempre surge para relembrar outras, e outras, mais outras vidas...
Por isso não há momento para o amor, a época é o momento que duas almas se encontram na divisória do existir!
Por isso, como flores lindas, vamos nos enfeitando, numa canção sem fim!


Feliz domingo, leitores!

Mariângela 
 
Copyright (c) 2010 VIDA A NASCER!. Design by WPThemes Expert
Themes By Buy My Themes And Cheap Conveyancing.